Blog, Comportamento

Você sabe o que é uma família Narcisista?

Ah, dinâmica familiar! como essa dinâmica me chama atenção é por isso que uma das leituras que mais gosto estão relacionadas a ela, até mesmo para compreensão dos atendimentos clínicos que me impulsionam a isso e a cada dia mais venho aprendendo mais nestas vivências clinicas e leituras.  

Você sabe o que é uma família narcisista? Segundo os principais autores da área família narcisista é aquela que, apesar de preservar uma imagem de ambiente harmônico e saudável a quem vê de fora, mantém seus membros presos às frequentes condutas de sofrimento emocional por parte de um dos  pais ou até mesmo em casos raros pelos dois pais, que se tornam narcisistas praticando o exercício do poder familiar de modo abusivo. Como consequência desta dinâmica narcisista temos o abandono afetivo, abuso emocional e de poder, alienação parental, descaso e conflitos intrafamiliares e por vezes seduções tóxicas como ferramentas para a manipulação psicológica que assegure ao narcisista a realização dos seus objetivos.

Os comportamentos narcisistas caracterizados por um dos pais (como disse anteriormente, raramente por meio dos dois pais), a fim de ofender a imagem e interferir diretamente na privacidade dos filhos de modo extremamente subjugador e acabam interferindo na formação da personalidade do ser, desenvolvendo sérios danos psicológicos que trazem prejuízos por toda a vida.

 A psicoterapia de família através dos conhecimentos da psicologia clínica  busca compreender esses conceitos da dinâmica familiar, e assim, trazer formas de intervenção na tentativa de provocar uma dinâmica mais funcional (mais saudável) a este modelo de família, o que é não é algo  tão fácil profissionalmente e clinicamente de manejar, por isso, há poucos profissionais  que se aprofundam e se habilitam ao exercício clinico familiar.

A ausência proposital de afeto e mesmo com a presença física dos pais, que distorcem o exercício da sua autoridade (que é legítima) sobre os filhos com o autoritarismo, dessa forma manipulam e massacram os filhos com seus discursos que podem muitas vezes serem desenvolvidos em forma de vitimismo (pasmem), para eles é difícil organizar uma dinâmica familiar baseado na escuta ativa, diálogo e orientação e quando necessário numa disciplina com amor aos filhos.  Infelizmente este modelo de família são verdadeiros guetos de sofrimento emocional e o que se percebe ao longo da literatura da área é a constante violação constante, a falta de afeto, o distanciamento emocional e uma crítica pesada que constrange e destrói e dói e faz sofrer muitas vezes por toda a vida.

É muito difícil aos membros da família perceber que estão dentro deste padrão familiar, pois, aprenderam ao longo da vida que essa forma de relação é normal ou correta porque foi a forma que aprenderam a vincular seus afetos ao longo da vida, mas não se engane, ao perceber que está emaranhado neste modelo de família, não gaste muita força em tentar mudar a família, é muito difícil, foque no desenvolvimento emocional e financeiro, oriento a evitar mostrar suas emoções aos narcisistas pois, são ótimos em ridicularizar os que estão em sua volta principalmente porque já desenvolveram a sensação de submissão dependência aos seus abusados.

Ao compreender-se que vive neste modelo de relação o que é mais importante é aprender a separar-se dos laços tóxicos que não deixam desenvolver a sua independência anulando a suas potencialidades.  Por muitas vezes será necessário pedir ajuda a profissionais da área de saúde mental pois, compreender os laços que te impedem de viver uma vida saudável e ainda conseguir sair deste ciclo vicioso sem sofrimento agudo é algo que parece praticamente impossível por isso um especialista da área pode ser um dos seus grande aliados na relação de ajuda no rompimento destes vínculos aprendendo a manter um distanciamento saudável para sua vida.

Espero que a leitura deste artigo possa tê-lo ajudado, aproveite e mostre a um amigo que esteja vivenciando uma situação parecida. Caso queira contribuir com críticas ou sugestões a esta coluna de comportamento, escrita por Leonardo Sandro Vieira, é só contactar pelo 33-9881868589 ou pelo e-mail:leosavieira@gmail.com ou pelo nossos canais de interação no    https://linktr.ee/institutoaprendendoalidar

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Leoperfil-2.png
Leonardo Sandro Vieira 
CRP-04/43298

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *